Artista suíça Veronika Spierenburg na Bienal de Arquitetura em São Paulo

04/ago - Cultura e social -

Download

Carta do curador da XII Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo.pdf

Custos para a produção do projeto.pdf

 

A artista visual suíça apresentará um vídeo sobre o arquiteto Vilanova Artigas na Bienal de Arquitetura em São Paulo em setembro deste ano e ainda necessita de fundos para a pós-produção dos últimos retoques (4000 francos). Os patrocinadores serão credenciados no filme.

Veronika Spierenburg (1981) é uma artista que vive em Zurique. Formou-se em design na Universidade de Basel, é bacharel em fotografia na Gerrit Rietveld Academy, em Amsterdã e possui um mestrado em Belas Artes da Central Saint Martins College, em Londres. Expôs internacionalmente em Helsinque, Roterdã, Londres, Amsterdã e Zurique. Viajou para o Japão, Xangai, São Paulo, Tbilisi e Gênova com várias residências artísticas, e em 2013 ganhou o Prêmio Manor Art. Em seu trabalho mais recente, apresentou na exposição New North um pavilhão de som moderno e reduzido projetado para o espaço urbano.

Contato:

Veronika Spierenburg
Wuhrstrasse 8
8003 Zürich
Tel. +41 (79) 218 8662
[email protected]

 

Veronika Spierenburg: False Bird of Paradise
Video 2019, 15 Minuten
False Bird of Paradise
https://vimeo.com/328611288
password:veronika

 

O vídeo é chamado False Bird of Paradise e é desenvolvido a partir de gravações em vídeo em São Paulo sobre o arquiteto Vilanova Artigas. Em numerosas visitas a casas particulares que Artigas construiu entre os anos 1960 e 1970, a artista gradualmente reuniu um arquivo de vídeo dessas estruturas. O título da obra refere-se ao gênero de plantas “falsa ave do paraíso” – cujo nome botânico é Heliconia – frequentemente encontrado nos edifícios de Artigas. O som é composto pelo músico suíço Bit-Tuner.

Em imagens reduzidas, quase dissecando cirurgicamente, o trabalho expõe elementos recorrentes da arquitetura de Vilanova Artigas: por um lado, há as formas e estruturas de apoio características que organizam o espaço verticalmente e fazem o ponto de contato entre o balanço do piso e do teto; por outro lado, existem as estruturas diagonais características que tornam o espaço dinâmico. O vídeo deixa claro como os edifícios de Vilanova Artigas eliminam sistematicamente a separação do espaço interior e exterior – por exemplo, através do uso de janelas, portas ou miradouros. Finalmente, como o trabalho de Spierenburg deixa claro, Vilanova Artigas também lida com a tensão entre arquitetura e natureza em seus projetos. Nessas texturas sensuais de imagem e som, legendas reduzidas são entrelaçados – citações curtas de textura, material e cor de frutas brasileiras.