ABB encerra 2º trimestre com crescimento

04/ago - Associados -

A multinacional ABB apresentou um crescimento de 1% nos pedidos globais durante o 2º trimestre de 2019, em relação ao mesmo período do ano anterior. Na mesma comparação, em dólares, o faturamento aumentou 7%, e o lucro líquido da companhia foi de US$ 64 milhões, incluindo um encargo de US$ 455 milhões relacionado à venda do negócio de inversores solares. As incertezas macroeconômicas e geopolíticas não foram um empecilho para os bons resultados da empresa nos primeiros seis meses do ano. As encomendas se desenvolveram particularmente bem em toda a América do Sul, especialmente no Brasil, que viu os pedidos aumentarem 36% no 2º trimestre, e alta de 20% no semestre.

 

“O desempenho dos negócios da ABB no Brasil no segundo trimestre foi extraordinário. Os principais destaques no período foram nossas atividades voltadas para as indústrias de processo, em especial nossas soluções de automação industrial para os segmentos de Mineração, Papel e Celulose, Petróleo e Gás. Outro destaque no período foram nossas soluções em eletrificação para o setor de energia solar. Nosso portfólio para o setor de transmissão de energia também registrou um ótimo desempenho, bem como nossa área de Serviços”, afirma Rafael Paniagua, presidente da ABB no Brasil.

 

“No futuro, impulsionaremos o crescimento de longo prazo em nossos negócios, mantendo o foco nos custos e no gerenciamento de portfólio. Estamos incutindo uma nova cultura de capacitação para tornar a ABB mais forte e mais ágil”, disse Peter Voser, chairman e CEO da ABB Group.

 

Acesse o balanço completo aqui.

 

A ABB (ABBN: SIX Swiss Ex) é líder de tecnologia pioneira com uma oferta abrangente para indústrias digitais. Com um histórico de inovação de mais de 130 anos, a ABB é hoje líder em indústrias digitais com quatro negócios líderes globais focados no cliente: Eletrificação, Automação Industrial, Movimento e Robótica e Automação Discreta, suportados pela plataforma digital ABB Ability™. O negócio de Power Grids da ABB será desinvestido para a Hitachi em 2020. A ABB opera em mais de 100 países e conta com cerca de 147.000 funcionários. www.abb.com.br