Empresária suíça cria projeto no Brasil de Kitesurfing para executivos

02/jan - Associados -

Atualmente, as empresas estão pensando cada vez mais no bem-estar de seus funcionários. Já se sabe que para atrair colaboradores capacitados e incentivá-los não basta oferecer bons salários, é preciso também proporcionar qualidade de vida e um bom ambiente de trabalho. Seguindo essa tendência, a empresária suíça Géraldine V. criou a “MadOnKite”, uma iniciativa que visa reunir executivos estrangeiros para aprender e praticar kitesurfing nas praias paradisíacas do Ceará.

O objetivo é que as empresas paguem pela viagem que dura de 7 a 10 dias e inclui estadia, alimentação e transporte. Segundo Géraldine, durante a viagem, os executivos poderão se conhecer melhor, enfrentar desafios e descobrir novas habilidades.

Além das aulas de Kitesurfing, os participantes terão a oportunidade de interagir com a comunidade dos vilarejos e conhecer iniciativas locais, entre eles: o “Terramar”, de conservação ambiental, o “Povo do Mar” e o “Visão Mundial”, que ajudam na inclusão social de crianças. Inclusive, 6% da verba recebida pela “MadOnKite” é destinada a projetos de caridades da região.

A empresária suíça acredita que os resultados positivos dessas experiências são vistos depois no ambiente de trabalho. Géraldine afirma que os executivos voltam ao escritório valorizando o convívio com os colegas, reconhecendo seus talentos pessoais e satisfeitos pelo benefício concedido pela empresa.

Conheça mais os serviços oferecidos pela “MadOnkite” em seu site. É possível ver os preços, datas de saída e programação de cada pacote. Os pacotes são divididos de acordo com o nível de conhecimento em kitesurfing.